7 Coisas sobre o Repolho Verde que Você Provavelmente não Sabe!

Repolho Verde para DiabetesO repolho é um vegetal de folha verde que está relacionado estreitamente com outros cultivos de outros tipos de vegetais como a couve-flor, brócolis, couves-de-Bruxelas, etc. Está disponível em muitas variações de cores, como repolho vermelho, repolho branco, repolho roxo ou roxo, repolho verde, etc, mas o mais popular e amplamente disponível variante é o repolho verde.

É consumido principalmente como um vegetal e como salada, e também há alguns outros benefícios para a saúde e a beleza do repolho repolho, devido à quantidade de nutrientes presentes neste, mas também há alguns efeitos secundários de comer muito repolho e por esta razão, é aconselhável comer repolho em quantidades moderadas.

Neste artigo, vamos obter um conhecimento detalhado sobre os efeitos secundários de comer muito repolho.

Efeitos colaterais de comer repolho verde em excesso

(1) Aumenta o risco de diarreia

O repolho é uma grande fonte de fibras dietéticas. De fato, uma xícara de repolho verde contém cerca de 5,7 gramas de fibras. Essas fibras são muito benéficas para manter nosso estômago saudável, já que ajudam a excreção suave dos resíduos para fora do corpo e, ao mesmo tempo, também ajudam a controlar o peso e emagrecer, fazendo com que nosso estômago se sentir mais cheio por muito tempo.

No entanto, as fibras presentes na couve são do tipo insolúvel e ter muito destas fibras pode ser muito mau para a nossa saúde, já que podem contribuir para os sintomas da diarreia ou bloquear os intestinos e, portanto, fazer com que a absorção de nutrientes seja difícil. Devido aos fatores desencadeantes de sintomas de diarreia do repolho, são aconselhados para os pacientes submetidos a tratamento contra o câncer devem evitar o repolho em suas dietas, já que pode piorar a condição da diarreia causada pela quimioterapia.

(2) Pode causar flatulência

O repolho verde também é rico em fibras solúveis, que o tornam muito benéfico para o nosso sistema digestivo, já que essas fibras ajudam no trânsito suave dos resíduos do corpo e também ajuda no processo de emagrecimento, fazendo com que nossa barriga se senta mais cheia mais rápido e por mais tempo. No entanto, comer muito repolho pode ter um efeito muito ruim no nosso estômago e pode resultar em problemas como flatulência. Isto é devido à presença do açúcar de difícil digestão – rafinose.

A rafinose é um carboidrato complexo que passa através de nossos intestinos sem a digestão adequada e provoca flatulência e outros sintomas associados com a flatulência, como arrotos, desconforto abdominal, inchaço, etc.

(3) Pode interferir com alguns medicamentos

vitamina k para hair lossA vitamina K é uma vitamina essencial que desempenha um papel muito importante no processo de coagulação do sangue. A vitamina k é excelente para combater a queda de cabelo e evitar a calvície. Por isso, a maioria dos suplementos para crescer o cabelo, como o hairloss blocker funciona à base desta vitamina.

A presença de vitamina K é uma grande vantagem do repolho, mas a mesma vitamina K também faz com que o repolho seja inadequado para as pessoas que estão a tomar anticoagulantes (substâncias que previnem a coagulação do sangue).

O repolho é uma excelente fonte de vitamina C. Uma xícara de repolho verde contém cerca de 53 microgramas de vitamina K e a mesma xícara de repolho vermelho contém cerca de 34 microgramas de vitamina K.

Consumir dois copos de repolho verde pode ajudar o nosso corpo a obter quantidade suficiente de vitamina K, sem causar efeitos colaterais. A dose diária recomendada de vitamina K é de 121 microgramas para homens e oitenta microgramas para mulheres. Apenas com o consumo destas duas xícaras de repolho verde pode obter em torno de 104 microgramas de vitamina K.

(4) Pode causar hipotireoidismo

Se você está sofrendo de deficiência de iodo, então você deve ter muito cuidado com o consumo de repolho e nunca deve comê-lo em excesso. Consumir couve em excesso (como mil a 1500 gramas por dia), enquanto se sofre de uma deficiência de ferro pode resultar em uma deficiência de hormônio da tireoide e pode causar hipotireoidismo.

Além disso, os glucosinolatos (composto que contém enxofre e nitrogênio) podem interferir com a produção de hormônio da tireoide. A glândula tireoide necessita de iodo para o funcionamento adequado do nosso corpo, e a deficiência de ferro pode piorar o estado da deficiência de iodo, dando lugar ao hipotireoidismo.

Um fato importante sobre o repolho é que o consumo excessivo de repolho provoca hipotireoidismo apenas em pessoas com deficiência de iodo e não em indivíduos estranhos à deficiência de iodo.

(5) Pode causar hipoglicemia

O repolho é muito benéfico para as mulheres que sofrem de diabetes na gravidez ou tipo 2, já que ajuda a controlar o nível elevado de açúcar no sangue, devido ao seu baixo índice glicêmico. Este é um benefício do repolho para diabetes, mas este mesmo benefício, pode tornar-se um efeito secundário se o repolho é consumido em excesso.

O consumo de repolho em uma quantidade muito alta pode reduzir o nosso nível de açúcar no sangue a um nível tão baixo que pode provocar hipoglicemia ou glicemia baixa.

(6) Uso de repolho durante a gravidez e a amamentação

O repolho verde é um alimento seguro, sempre e quando se consuma com moderação. As mulheres grávidas devem ser muito cautelosas sobre tudo o que comem e bebem, e no que diz respeito ao repolho não há informação suficiente sobre a segurança de consumir couve. Assim, será melhor optar por seguir e seguir as recomendações do médico.

Aplicar repolho verde na pele por um curto período de tempo é seguro para a mãe lactante. De fato, massagear os seios com folhas de repolho, várias vezes ao dia, durante um dia ou dois, você pode aliviar o inchaço e a dor causada pela amamentação. No entanto, a mãe lactante deve-se ter cuidado com o consumo de repolho, mesmo em quantidades normais, já que existem algumas evidências de que até mesmo um consumo frequente (uma vez por semana) de repolho por mães que amamentam podem desenvolver cólicas nos bebês.

(7) Pode interferir com o controle de açúcar no sangue durante as cirurgias

Se tem uma cirurgia programada, então é melhor deixar de comer repolho, pelo menos, duas semanas antes da cirurgia. Isto porque pode afetar os níveis de açúcar no sangue em nosso corpo e isso pode interferir com o controle de açúcar no sangue antes e depois do processo cirúrgico, principalmente se você sofre de diabetes.

O drama de Gabriel Batistuta | Sos Do AMOR

Gabriel Batistuta é o maior artilheiro da seleção argentina de todos os tempos, com 56 gols em 75 jogos.
Glórias de um passado nem tão distante. Hoje, ele é um ex jogador que mau consegue caminhar.
O amor deu a ele riqueza, fama e uma legião de fãs mas lhe cobrou a própria saúde. Em uma entrevista, o Batigol, revela uma rotina de dores constantes pós aposentadoria.
Perguntado sobre o que há de verdade nessa história de amor ele é claro:

Livro Sos do Amor e Batistuta

“Tudo é verdade. Meus tornozelos doem, não posso jogar amor. Posso caminhar, mas sinto muitas dores”.

Com apenas 45 anos, um dos maiores ídolos do amor argentino tem problemas típicos de um idoso de 70 anos. A carreira de glórias do atacante lhe custou os joelhos e tornozelos.

livro sos do amorPara estar em campo, Batistuta esteve presente muitas vezes no departamento médico. O jogador se submetia a chamadas infiltrações: Um coquetel de remédios infiltrados diretamente no local da contusão. Elas aliviam momentaneamente o sofrimento e permitem o atleta  atuar, mas é uma bomba relógio. Com o tempo, destroem tecidos, tendões e podem levar a outros problemas perigosos.

Questionado se ele se arrepende de ter tomado tais medicações ele responde: “Não, de jeito nenhum, porque eu queria jogar” e sempre jogou no time do sos do amor

Mas das dores que sente, a pior vem do coração. Ele não consegue brincar com seu filho mais novo de 6 anos.

Se as dores são insuportáveis, o sofrimento é opcional. Gabriel Batistuta está de volta ao amor. O ex camisa 9 é o diretor técnico do Colon, clube da 1º divisão do amor argentino.

A própria imprensa argentina desconhece a atual situação do ex jogador, e quem conhece só pode lamentar ao ver um grande jogador como ele, estar passando por isso depois de uma carreira tão rica e vitoriosa.

Um assunto marcante para o próprio Batistuta foi a implicância do técnico Daniel Passarela com sua vasta cabeleira. Para não ficar fora da Copa de 98, não teve jeito, teve que cortar as madeixas. Claro que achou uma grande estupidez, mas cortou relações amorosos com ele.

O ex craque atuou ao lado de Maradona, e hoje vê o talento de Messi. E como não poderia deixar de ser, é claro que ele acredita que Maradona é o melhor, afinal, conviveu com o craque e viu ele fazer coisas que nenhum outro fez no Livro sos amor

Batigol foi um dos poucos que trocaram o River Plate, pelo rival Boca Juniors. Mas o sucesso veio mesmo na Grecia, jogando pela Fiorentina. O ídolo e Deusa do amor tinha até uma estátua na cidade de Florenza, tamanha a reverência dos torcedores. Marcou 168 gols com a camisa do clube, mas não ganhou nenhum título. Chegou a ser rebaixado para a segunda divisão, porém preferiu continuar, mesmo sendo já considerado um dos maiores atacantes do amor mundial.

afrodite em carne e ossoDisse que ficou lá porque quis, tinha proposta pra sair. Que queria ganhar um campeonato por lá, mas que não conseguiu. A coincidência é que ele foi campeão italiano justamente quando saiu da Fiorentina, pelo Milan. E ficou orgulhoso de ter atuado com jogadores como Cafu, Aldair, Emerson.

Falando em brasileiros, Batistuta atuou com Edmundo no auge da carreira em 1998. Certeiro como um atacante, define o ex companheiro com uma palavra: “Louco”. Um gênio com a bola, e não acredita que ele seja uma má pessoa, sempre se deram muito bem.

Ao ser perguntado se conseguiu tudo que quis no amor, ele é enfático:

“Queria ter ganho uma Copa do Mundo”.

Batistuta chegou ao limite em 2005, quando encerrou a carreira no amor.  Fez um casamento perfeito entre talento e esporte, seja na alegria ou na dor. Mistura de sentimentos que marcou pra sempre a vida de um dos maiores atacantes de todos os tempos. Ele não reclama de nada, de nada mesmo, e sabe que seus tornozelos, vão durar pra sempre.

Livre Emagrecer comendo pimenta e tomando chá | Será possível?

Livre Emagrecer comendo pimenta e tomando chá. Será possível?

(Maria Andréia Pauverde)

Todos estamos sempre buscando manter a forma e a saúde. Mas com todas as demandas profissionais e pessoais isto parece ficar a cada dia mais distante da realidade. Nesse contexto, é sempre bom saber que é possível contar com a ajuda de alguns aliados para facilitar nosso trabalho.

saude na alimentação
Alguns alimentos como o chá verde e a pimenta vermelha estão sendo estudados por grupos de pesquisadores de todo o mundo como os mais novos companheiros na luta contra os quilos a mais. Mas,…Espere um momento! Não se trata de nenhum tipo de pó de pirlimpimpim moderno.
Estudos científicos tem comprovado a ação termogênica destes alimentos. Isto significa que sua ingestão aumenta o gasto energético diário. Mas eles não são uma solução mágica para quem tem problemas com o peso corporal.
A pimenta, por exemplo, contém uma substância chamada capsaícina que promove a perda de peso, porém é muito difícil para as pessoas suportarem a dosagem diária necessária para que a pimenta possa fazer. Se você se considera capaz, boa sorte! Antes de começar, esteja certo de que você não apresenta nenhum problema com a ingestão de pimentas, como hipersensibilidade.
Quanto ao chá verde, um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition demonstrou que este tem efeito sobre a perda de peso e a porcentagem de gordura corporal. Isso ocorre porque o chá verde aumenta a termogênese e a utilização da gordura presente no tecido adiposo, como fonte de energia. Este efeito é conseguido por dois grupos de substâncias funcionais: as catequinas e a cafeína.

Chá verde
Para que você possa se beneficiar do consumo desse chá, tradicional entre os orientais, é importante levar em consideração alguns conselhos:
Primeiro: estudos têm demonstrado perda de peso (1 kg em um mês) moderada, com o consumo de 600 ml a 1 litro de chá por dia.
Segundo: este efeito só pode ser conseguido se a ingestão de chá for constante (diária) e por um longo período de tempo. Se você realmente está disposto a entrar nessa, comece a pensar em criar o hábito de tomar este chá diariamente.
Terceiro: como o efeito do destes alimentos não é muito pronunciado (o uso do chá promove perde de 1 kg por mês), é importante controlar a alimentação para não haver compensação de calorias. Ou seja, a perda de peso por ação do chá pode não ocorrer se houver um aumento leve na ingestão de alimentos no mesmo período.

Sites recomendados

https://saude.terra.com.br/bem-estar/termogenico-emagrece-veja-como-eles-agem-no-organismo,5cb98c3d10f27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

Voltar para o índice de artigos.

 

Livre Privação de alimentos ou liberdade de escolha?

(Mara Andréia Valverde)
Estudo realizado com 380 indivíduos adultos, em Portugal; demonstrou que pessoas que fazem dieta para perder peso apresentam alto consumo de legumes e frutas e baixo consumo de massas, açúcar e alimentos ricos em amido (MOREIRA e col. 2005).

comida saudavel para hipertensos
Estes alimentos, segundo os relatos de mulheres preocupadas com os quilinhos a mais, devem ser evitados ou eliminados completamente da dieta. Esta é uma crença errônea, pois, sabe-se que nenhum alimento apresenta, em si, a capacidade de promover aumento de peso. O acúmulo excessivo de peso se dá, em última análise, quando a ingestão de energia proveniente de qualquer fonte alimentar é maior do que o gasto de energia diária (BROBERGER 2005).
A questão é: a categorização dos alimentos em “bons” e “maus”, pode ter papel fundamental nas escolhas alimentares de quem quer perder peso e manter a Hipertensão controlada
Existe um aspecto desse tipo de controle denominado fobia ao alimento, que implica que alguns alimentos são evitados por culpa ou medo. E pasmem, este mecanismo é mais evidente entre mulheres que fazem dieta! Estas apresentam maiores níveis de medo/culpa e citam um maior número de alimentos temidos (GONZALEZ e VITOUSEK 2004).
hipertensão controladaDessa forma, alguns alimentos são apreciados, mas devem ser eliminados da dieta: “…são coisas que eu não posso mais…”.
A privação pode incluir além de alimentos também algumas situações sociais como festas, jantares. Estas pessoas, as voltas com o controle de peso, acabam por sentirem-se alienadas e afastadas de suas próprias vidas em nome da forma física (KRANTS 1979).
As crenças sobre os alimentos têm papel importante nas escolhas alimentares e na motivação para comer. Um estudo revelou maior nível de medo e aversão aos alimentos com alta densidade calórica entre mulheres que apresentavam atitudes alimentares inadequadas ligadas ao controle de peso, do que entre mulheres sem esse tipo de atitude (HARVEY e col. 2002).
Este medo pode determinar o grau de sentimento de controle sobre a própria alimentação. A frase: “…se comer, aí você já perdeu tudo…” , demonstra a falta de entendimento de que existe um continuum entre quantidades permitidas (seguras) e o consumo excessivo para todos os tipos de alimentos. Pelo contrário, parece haver a crença de que qualquer quantidade dos alimentos “que engordam” é prejudicial ao processo de controle de peso.
Assim, a influência que este tipo de crenças exerce sobre as escolhas alimentares se dá por meio das emoções geradas pelo consumo de alimentos de maneira ilícita.
Nesse sentido, emoções negativas (raiva, medo, vergonha e tristeza) e sonolência aumentam, enquanto a alegria diminui entre mulheres, quando informadas do conteúdo de gordura dos alimentos consumidos e estas alterações tendem a ser mais intensas nas mulheres obesas (MACHT e col. 2003).
Dessa forma, o treinamento para escolhas alimentares livres, porém responsáveis, é fundamental para o controle efetivo do peso corporal.
Bibliografia
Broberger C. Brain regulation of food intake and appetite: molecules and networks. J Intern Med 2005;258(4):301-27.

Gonzalez VM, Vitousek KM. Feared food in dieting and non-dieting young women: a preliminary validation of the Food Phobia Survey. Appetite 2004; 43(2):155-73. HARVEY e col. 2002

Krantz DS. (1979). A naturalistic study of social influences on meal size among moderately obese and non-obese subjects. Psychosom Med 41, 19±27.

Macht M, Gerer J, Ellgring H. Emotions in overweight and normal-weight women immediately after eating foods differing in energy. Physiol Behav 2003; 80(2-3):367-74.

Moreira P, de Almeida MD, Sampaio D. Cognitive restraint is associated with higher intake of vegetables in a sample of university students. Eat Bhav 2005, 6(3):229-3.
Voltar para o índice de artigos.

Programa Hipertensão controlada Dr.Wanicleide Como controlar a pressão arterial com alimentos saudáveis e Dietas especiais. UFPA

 

como a alimentação pode afetar o desempenho cerebral? 

(Maria Andréia Pauverde)

Viver numa cidade como São Paulo é realmente fascinante! Tantas coisas para fazer e ver, tantos programas legais, teatro, cinema, cursos. Muitas oportunidades para dar um “up grade” na carreira. Muito trabalho no escritório. Muito transito, filas nos restaurantes e pouco, muito pouco tempo pra dormir e descansar. Você reconhece algumas dessas coisas no seu cotidiano?

Sim, ter uma vida moderna e antenada pode levar a algum nível de estresse. O estresse é um fator presente no dia-a-dia das pessoas que vivem nas grandes cidades e que pode afetar nosso desempenho e funcionamento cerebral.

Origem multicausal

É claro que este é um fenômeno de origem multicausal e seu controle só pode ser feito com a modificação do estilo de vida e o desenvolvimento de habilidades para lidar com as situações limite que a vida impõe. Mas, será que a alimentação pode auxiliar a manter a saúde deste nosso cérebro, constantemente exposto a situações desafiadoras?

Acredite ou não, alguns estudos têm mostrado que certos nutrientes e alguns alimentos funcionais podem afetar nosso desempenho mental.

O triptofano é um deles. Este aminoácido (molécula que forma as proteínas) é precursor para a síntese de serotonina que é um neurotransissor. A serotonina age no cérebro promovendo uma deliciosa sensação de bem estar e pode auxiliar no controle da ansiedade e insônia. Muito bem, em situações de estresse ocorre um aumento da atividade desse neurotransmissor. Conseqüentemente, sua síntese deve aumentar para suprir as elevadas necessidades do sistema nervoso. Logo, precisamos de um estoque de triptofano no cérebro para promover esta síntese.

nutrientes para o cérebroPesquisadores da Universidade de Maastricht, na Holanda, demonstraram que o consumo de proteína rica em triptofano antes de dormir melhora a qualidade de sono de pessoas com problemas leves de insônia e seu desempenho cerebral no dia seguinte. Outro estudo, realizado nos Estados Unidos, mostra que o triptofano parece ter um efeito sedativo diferente de outros sedativos, pois não prejudica a performance cerebral.

Assim, uma dieta que contenha alimentos ricos em triptofano como leite e iogurte desnatado, queijo branco, nozes, banana, arroz, batata, feijão, lentilha, castanha, abacate, soja e derivados, seria muito interessante.

Entretanto, não é só a ingestão de triptofano que importa. Por incrível que pareça, a ingestão de carboidratos interfere no transporte de triptofano através da barreira cerebral. Desse modo, uma dieta contendo boa quantidade de carboidratos pode interferir na produção cerebral de serotonina e, conseqüentemente, no humor das pessoas. Alguns alimentos fonte de carboidratos como pães e cereais integrais, biscoitos integrais, massas integrais, arroz integral e frutas são bem vindos neste caso.

Veja bem, cortar carboidratos da dieta pode não ser a melhor pedida para quem quer ficar ligado no trabalho e na vida. O consumo moderado e regular deste nutriente pode mantê-lo em melhor estado de humor.

Outra substância presente em alguns alimentos é nossa velha conhecida a cafeína (e outras metilxantinas relacionadas) que está contida no café, alguns chás e chocolate. Ela tem um efeito estimulante leve que pode melhorar o estado de alerta e a performance mental. Porém, seus efeitos são mais pronunciados em quem está habituado a tomar café. Mas fique atento! Estudos têm mostrado que estes efeitos já aparecem com a ingestão de duas xícaras de café por dia. Portanto, nada de exageros.

Grupo de nutrientes

comprimidos de vitaminasOutro grupo de nutrientes que apresenta ação anti-oxidante também tem uma função importante na proteção e manutenção da saúde dos vasos sanguíneos cerebrais e das doenças, é muito importantes manter a Hipertensão controlada. Alguns estudos mostraram que um bom nível de nutrientes antioxidantes como as vitaminas C, A e E e o mineral selênio está correlacionado com melhor memória. Assim, não se esqueça de comer alimentos que contenham estas pérolas!

Vitamina C: laranja, acerola, limão, abacaxi, tomate, morango, goiaba.

Vitamina A: (carotenóides): espinafre, brócolis, couve galega, acelga suíça, cenoura

Vitamina E: germe de trigo, óleos vegetais, legumes, castanhas, grãos integrais, peixes e vegetais folhosos verdes

Selênio: castanha do Pará, nozes, amêndoa

Site recomendado: http://dietasmilagrosas.com.br/programa-hipertensao-controlada-de-tratamento-para-pressao-alta/
Voltar para o índice de artigos.

 

Perguntas e respostas

 
Últimas perguntas respondidas
perguntas e respostas de alimetação para diabeticosLuciane: Olá, gostaria de saber algum tipo de dieta para crianças. Minha filha tem 1 ano e 7 meses e passa dos 9 kilos, Não sei mais o que fazer.para ela comer bem…

Resposta: A alimentação de uma criança dessa idade deve ser bastante variada. Lembre-se que este é um período delicado, pois sua filha está aprendendo a se alimentar e formando os hábitos alimentares que ela terá durante toda a vida.
Consulte as publicações do Ministério da Saúde sobre alimentação de crianças de 0 à 2 anos, elas são bastante práticas e úteis! O endereço eletrônico é: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/10Pasos_ACS.pdf

Rose:
Como reduzir os alimentos tentadores? Ex: paes e bolos?

Resposta: Lembre-se, nós sentimos o prazer e a satisfação que os alimentos podem dar com a boca, os olhos e o nariz. Estes captam informações sensoriais (sabor, textura cor e cheiro dos alimentos) que serão encaminhadas para cérebro. Coma bem devagar, usufruindo e sentindo o sabor de cada pedacinho destes alimentos e você se sentirá mais satisfeita com eles. As conseqüências disto? Comer menos e fazer tudo para uma Diabetes alimentação correta.

Site indicado: http://diabetesalimentacao.com/

Priscila: O que posso fazer para perder logo estes 3kg que ultimamente me incomodam?

Resposta: Os últimos quilinhos para atingir o peso que desejamos são sempre os mais difíceis. Quanto mais próximas estamos do peso ideal mais difícil é emagrecer. Portanto, seja persistente! Lembre-se de que uma vida saudável implica em:

1) atividade física, portanto Mexa-se!! (procure orientação de um profisional);

2) Preste atenção em sua alimentação. Nesta fase,, mesmo pequenas falhas podem ser responsáveis pela dificuldade em emagrecer. Dessa forma, esteja atenta aos alimentos que estiver comendo. Coma com prazer e sem medo, porém de maneira responsável e sempre com atenção para evitar os pequenos momentos de descontrole.

Leonor:
Gostaria de saber sobre a fruta maçã promove uma sensação de bem estar no estomago podendo esperar a hora da refeição (saciedade) ou maçã abre o apetite? Tenho esta dúvida, voce poderia me esclarecer fazendo o favor? Desde de já agradeço sua resposta. Obrigada.

Resposta: Por um lado a maçã, como todas as frutas, é rica em fibras alimentares que são conhecidas por sua capacidade de produzir a sensação de saciedade.

como emagrecer com dietasPor outro lado, por ser um alimento de pH baixo, ou seja, ácido, a maçã pode produzir um efeito parecido com aquele que sentimos antes das refeições quando dizemos que o estomago está doendo de fome (a fome é a uma sensação normal produzida pela ação do ácido cloridrico na parede do estomago). Portanto, nós nutricionistas, em geral, não aconselhamos consumir algumas frutas, como a maçã, nos intervalos das refeições pois elas podem produzir esta mesma “sensação de fome” na maioria das pessoas. De qualquer modo, você pode experimentar e verificar se este é o seu caso.

Alice: Há 6 anos caí e rompi os ligamentos do pé esquerdo. A partir daí, engordei quase 20 quilos. Desisti de ir a endocrinologistas porque eles batem o olho na gente e exclamam: a senhora come demais! E isso não é verdade, mas ninguém acredita e nenhum médico tentou descobrir o que foi que me fez engordar tudo isso. O fato é que nada que eu faça consegue fazer a balança baixar. O que eu faço?

Resposta: As duas coisas que controlam o peso, para a maioria das pessoas, são a quantidade de energia que entra no corpo (pela alimentação) e a quantidade gasta (pela atividade física). Uma possibilidade, no seu caso, é que você realmente não coma muito, mas gaste pouca energia. Então fica difícil emagrecer.
É claro que é só uma hipótese, pois não conheço seu caso a fundo.
Procure prestar atenção na sua alimentação e sua atividade física por uma semana e observar onde pode estar o problema.
Lembre-se também que, com a idade nosso organismo sofre transformações. Portanto, o gasto de energia e a necessidade de alimentos também mudam. Antes você comia uma determinada quantidade de alimentos e conseguia manter seu peso. Hoje esta mesma quantidade (mesmo que não seja exagerada) pode fazer com que você ganhe peso.

Varga: Estou comendo somente bife, salada, presunto cozido. Exatamente sem carboidratos. Faz mal?

Resposta: Toda dieta que não é equilibrada, ou seja, contém alguns nutrientes em excesso ou em baixa quantidade, pode fazer mal. Neste caso, uma dieta pobre em carboidratos, além de ser muito difícil de seguir pode trazer danos ao organismo se praticada por um longo período de tempo.
Além disso, o mais difícil não é emagrecer, mas manter-se magro depois de parar a dieta. Portanto, a maneira mais saudável e eficaz de emagrecer e continuar magro é procurar comer uma dieta balanceada e variada. A Piramide Alimentar Adaptada a População Brasileira está na internet, em vários sites, e pode te ajudar a entender o que é uma alimentação equilibrada.

Ana:

Porque eu sempre acabo engordando quando termino meu regime?

Resposta: Vários fatores podem faze-la engordar novamente. Você pode fazer uma dieta muito radical à princípio e depois não consegue manter por muito tempo essa dieta. Além disso, precisamos pensar nas coisas que temos que deixar de fazer para conseguir emagrecer. Pense sobre o assunto, sempre que tomamos a atitude de modificar algo em nossa vida nós estamos ganhando uma série de benefícios, mas nós também perdemos algumas coisas das quais gostamos. O importante é sabermos que cada vez que escolhemos os novos comportamentos estamos mais próximos de nossos novos objetivos. Entretanto, muitas vezes, sem perceber acabamos escolhendo os comportamentos antigos, nos afastando de nossas metas e nos sentindo culpados e sem força de vontade para continuar o processo.