como a alimentação pode afetar o desempenho cerebral? 

(Maria Andréia Pauverde)

Viver numa cidade como São Paulo é realmente fascinante! Tantas coisas para fazer e ver, tantos programas legais, teatro, cinema, cursos. Muitas oportunidades para dar um “up grade” na carreira. Muito trabalho no escritório. Muito transito, filas nos restaurantes e pouco, muito pouco tempo pra dormir e descansar. Você reconhece algumas dessas coisas no seu cotidiano?

Sim, ter uma vida moderna e antenada pode levar a algum nível de estresse. O estresse é um fator presente no dia-a-dia das pessoas que vivem nas grandes cidades e que pode afetar nosso desempenho e funcionamento cerebral.

Origem multicausal

É claro que este é um fenômeno de origem multicausal e seu controle só pode ser feito com a modificação do estilo de vida e o desenvolvimento de habilidades para lidar com as situações limite que a vida impõe. Mas, será que a alimentação pode auxiliar a manter a saúde deste nosso cérebro, constantemente exposto a situações desafiadoras?

Acredite ou não, alguns estudos têm mostrado que certos nutrientes e alguns alimentos funcionais podem afetar nosso desempenho mental.

O triptofano é um deles. Este aminoácido (molécula que forma as proteínas) é precursor para a síntese de serotonina que é um neurotransissor. A serotonina age no cérebro promovendo uma deliciosa sensação de bem estar e pode auxiliar no controle da ansiedade e insônia. Muito bem, em situações de estresse ocorre um aumento da atividade desse neurotransmissor. Conseqüentemente, sua síntese deve aumentar para suprir as elevadas necessidades do sistema nervoso. Logo, precisamos de um estoque de triptofano no cérebro para promover esta síntese.

nutrientes para o cérebroPesquisadores da Universidade de Maastricht, na Holanda, demonstraram que o consumo de proteína rica em triptofano antes de dormir melhora a qualidade de sono de pessoas com problemas leves de insônia e seu desempenho cerebral no dia seguinte. Outro estudo, realizado nos Estados Unidos, mostra que o triptofano parece ter um efeito sedativo diferente de outros sedativos, pois não prejudica a performance cerebral.

Assim, uma dieta que contenha alimentos ricos em triptofano como leite e iogurte desnatado, queijo branco, nozes, banana, arroz, batata, feijão, lentilha, castanha, abacate, soja e derivados, seria muito interessante.

Entretanto, não é só a ingestão de triptofano que importa. Por incrível que pareça, a ingestão de carboidratos interfere no transporte de triptofano através da barreira cerebral. Desse modo, uma dieta contendo boa quantidade de carboidratos pode interferir na produção cerebral de serotonina e, conseqüentemente, no humor das pessoas. Alguns alimentos fonte de carboidratos como pães e cereais integrais, biscoitos integrais, massas integrais, arroz integral e frutas são bem vindos neste caso.

Veja bem, cortar carboidratos da dieta pode não ser a melhor pedida para quem quer ficar ligado no trabalho e na vida. O consumo moderado e regular deste nutriente pode mantê-lo em melhor estado de humor.

Outra substância presente em alguns alimentos é nossa velha conhecida a cafeína (e outras metilxantinas relacionadas) que está contida no café, alguns chás e chocolate. Ela tem um efeito estimulante leve que pode melhorar o estado de alerta e a performance mental. Porém, seus efeitos são mais pronunciados em quem está habituado a tomar café. Mas fique atento! Estudos têm mostrado que estes efeitos já aparecem com a ingestão de duas xícaras de café por dia. Portanto, nada de exageros.

Grupo de nutrientes

comprimidos de vitaminasOutro grupo de nutrientes que apresenta ação anti-oxidante também tem uma função importante na proteção e manutenção da saúde dos vasos sanguíneos cerebrais e das doenças, é muito importantes manter a Hipertensão controlada. Alguns estudos mostraram que um bom nível de nutrientes antioxidantes como as vitaminas C, A e E e o mineral selênio está correlacionado com melhor memória. Assim, não se esqueça de comer alimentos que contenham estas pérolas!

Vitamina C: laranja, acerola, limão, abacaxi, tomate, morango, goiaba.

Vitamina A: (carotenóides): espinafre, brócolis, couve galega, acelga suíça, cenoura

Vitamina E: germe de trigo, óleos vegetais, legumes, castanhas, grãos integrais, peixes e vegetais folhosos verdes

Selênio: castanha do Pará, nozes, amêndoa
Voltar para o índice de artigos.

 

Perguntas e respostas

 
Últimas perguntas respondidas
perguntas e respostas de alimetação para diabeticosLuciane: Olá, gostaria de saber algum tipo de dieta para crianças. Minha filha tem 1 ano e 7 meses e passa dos 9 kilos, Não sei mais o que fazer.para ela comer bem…

Resposta: A alimentação de uma criança dessa idade deve ser bastante variada. Lembre-se que este é um período delicado, pois sua filha está aprendendo a se alimentar e formando os hábitos alimentares que ela terá durante toda a vida.
Consulte as publicações do Ministério da Saúde sobre alimentação de crianças de 0 à 2 anos, elas são bastante práticas e úteis! O endereço eletrônico é: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/10Pasos_ACS.pdf

Rose:
Como reduzir os alimentos tentadores? Ex: paes e bolos?

Resposta: Lembre-se, nós sentimos o prazer e a satisfação que os alimentos podem dar com a boca, os olhos e o nariz. Estes captam informações sensoriais (sabor, textura cor e cheiro dos alimentos) que serão encaminhadas para cérebro. Coma bem devagar, usufruindo e sentindo o sabor de cada pedacinho destes alimentos e você se sentirá mais satisfeita com eles. As conseqüências disto? Comer menos e fazer tudo para uma Diabetes alimentação correta.

Site indicado: http://diabetesalimentacao.com/

Priscila: O que posso fazer para perder logo estes 3kg que ultimamente me incomodam?

Resposta: Os últimos quilinhos para atingir o peso que desejamos são sempre os mais difíceis. Quanto mais próximas estamos do peso ideal mais difícil é emagrecer. Portanto, seja persistente! Lembre-se de que uma vida saudável implica em:

1) atividade física, portanto Mexa-se!! (procure orientação de um profisional);

2) Preste atenção em sua alimentação. Nesta fase,, mesmo pequenas falhas podem ser responsáveis pela dificuldade em emagrecer. Dessa forma, esteja atenta aos alimentos que estiver comendo. Coma com prazer e sem medo, porém de maneira responsável e sempre com atenção para evitar os pequenos momentos de descontrole.

Leonor:
Gostaria de saber sobre a fruta maçã promove uma sensação de bem estar no estomago podendo esperar a hora da refeição (saciedade) ou maçã abre o apetite? Tenho esta dúvida, voce poderia me esclarecer fazendo o favor? Desde de já agradeço sua resposta. Obrigada.

Resposta: Por um lado a maçã, como todas as frutas, é rica em fibras alimentares que são conhecidas por sua capacidade de produzir a sensação de saciedade.

como emagrecer com dietasPor outro lado, por ser um alimento de pH baixo, ou seja, ácido, a maçã pode produzir um efeito parecido com aquele que sentimos antes das refeições quando dizemos que o estomago está doendo de fome (a fome é a uma sensação normal produzida pela ação do ácido cloridrico na parede do estomago). Portanto, nós nutricionistas, em geral, não aconselhamos consumir algumas frutas, como a maçã, nos intervalos das refeições pois elas podem produzir esta mesma “sensação de fome” na maioria das pessoas. De qualquer modo, você pode experimentar e verificar se este é o seu caso.

Alice: Há 6 anos caí e rompi os ligamentos do pé esquerdo. A partir daí, engordei quase 20 quilos. Desisti de ir a endocrinologistas porque eles batem o olho na gente e exclamam: a senhora come demais! E isso não é verdade, mas ninguém acredita e nenhum médico tentou descobrir o que foi que me fez engordar tudo isso. O fato é que nada que eu faça consegue fazer a balança baixar. O que eu faço?

Resposta: As duas coisas que controlam o peso, para a maioria das pessoas, são a quantidade de energia que entra no corpo (pela alimentação) e a quantidade gasta (pela atividade física). Uma possibilidade, no seu caso, é que você realmente não coma muito, mas gaste pouca energia. Então fica difícil emagrecer.
É claro que é só uma hipótese, pois não conheço seu caso a fundo.
Procure prestar atenção na sua alimentação e sua atividade física por uma semana e observar onde pode estar o problema.
Lembre-se também que, com a idade nosso organismo sofre transformações. Portanto, o gasto de energia e a necessidade de alimentos também mudam. Antes você comia uma determinada quantidade de alimentos e conseguia manter seu peso. Hoje esta mesma quantidade (mesmo que não seja exagerada) pode fazer com que você ganhe peso.

Varga: Estou comendo somente bife, salada, presunto cozido. Exatamente sem carboidratos. Faz mal?

Resposta: Toda dieta que não é equilibrada, ou seja, contém alguns nutrientes em excesso ou em baixa quantidade, pode fazer mal. Neste caso, uma dieta pobre em carboidratos, além de ser muito difícil de seguir pode trazer danos ao organismo se praticada por um longo período de tempo.
Além disso, o mais difícil não é emagrecer, mas manter-se magro depois de parar a dieta. Portanto, a maneira mais saudável e eficaz de emagrecer e continuar magro é procurar comer uma dieta balanceada e variada. A Piramide Alimentar Adaptada a População Brasileira está na internet, em vários sites, e pode te ajudar a entender o que é uma alimentação equilibrada.

Ana:

Porque eu sempre acabo engordando quando termino meu regime?

Resposta: Vários fatores podem faze-la engordar novamente. Você pode fazer uma dieta muito radical à princípio e depois não consegue manter por muito tempo essa dieta. Além disso, precisamos pensar nas coisas que temos que deixar de fazer para conseguir emagrecer. Pense sobre o assunto, sempre que tomamos a atitude de modificar algo em nossa vida nós estamos ganhando uma série de benefícios, mas nós também perdemos algumas coisas das quais gostamos. O importante é sabermos que cada vez que escolhemos os novos comportamentos estamos mais próximos de nossos novos objetivos. Entretanto, muitas vezes, sem perceber acabamos escolhendo os comportamentos antigos, nos afastando de nossas metas e nos sentindo culpados e sem força de vontade para continuar o processo.